Prefeitura Municipal de Vitória

Atalhos de teclado:

Notícias

Vitória 468 anos: idosos recordam fatos e momentos marcantes da cidade

Publicada em 03/09/2019, às 08h00

Por Paula M. Bourguignon (pmacbourguignon@vitoria.es.gov.br) | Com edição de Matheus Thebaldi


Guiomedce Paixao

Aniversário de Vitória Alice

"Vitória é uma cidade linda e continua sendo a cidade presépio do Brasil", diz Alice

Guiomedce Paixao

CCTI Maria Ortis Aniversário de Vitória Sonia

"Também andava muito de bonde e reboque quando criança", recordou Sônia

As lembranças de Vitória estão muito bem guardadas na memória de pessoas que nasceram, cresceram e aprenderam a amar a capital, que completa no próximo domingo (8) 468 anos. Entre elas, algumas particularidades. 

A vontade e a alegria de viver na cidade perduram no coração de muitos idosos que frequentam os Centros de Convivência para a Terceira Idade (CCTI´s).

Cidade presépio

"A minha infância foi muito boa. Fui criada na Praia do Canto, onde vivia muito solta e ao ar livre. Podia andar sozinha pelas ruas. Brincava de jogo de vôlei na rua Aleixo Neto. Já na minha adolescência, frequentei muito o Centro, que era um ponto cultural. Os amigos se reuniam lá", contou Alice Paranhos dos Anjos, 70.

Ela complementa: "Amo ser capixaba. Aqui é meu porto seguro. Aqui tenho minhas raízes, onde fui criada e passei minha vida. Tenho muito orgulho. Vitória é uma cidade linda e continua sendo a cidade presépio do Brasil", explicou Alice.

Baile

"Nasci em Alfredo Chaves, mas a minha juventude foi toda em Vitória. Lembro que, na década de 60, íamos muito aos bailes para dançar, seja uma boa valsa, mambo ou bolero, no Saldanha da Gama. Havia muito respeito dos rapazes. Era um tempo bom demais", disse Celestina Nascimento, 79.

Centro

"Lembro muito bem da minha rua, a rua do Rosário, no Centro. Era uma irmandade só. Antes de ser aterrada para ganhar um hotel, a gente brincava muito. Minha vida foi muito boa na região. Lembro muito bem da praça Costa Pereira, que era ponto de encontro dos namorados. Também andava muito de bonde e reboque quando criança. Outra coisa que me marcou muito foi o Theatro Carlos Gomes. Um tempo que não volta. Muita saudade boa", recordou Sonia Thore Rosalem, de 81 anos.

Paz

"Vim de Conceição da Barra em 1975. Sempre foi muito bom morar aqui. Traz muita paz pela tranquilidade que Vitória é. Além da harmonia que encontro aqui no meu bairro, em Jardim da Penha. Vitória é vida para mim", explicou Eliseth Calatroni, 73.

Guiomedce Paixao

Aniversário de Vitória Eliseth

"Sempre foi muito bom morar aqui. Traz muita paz pela tranquilidade que Vitória é", conta Eliseth

Guiomedce Paixao

Aniversário de Vitória Domingos

"Vitória é uma ilha maravilhosa. Vitória, traz bem-estar por ser muito agradável", afirma Domingos

Bem-estar

"Vitória é uma ilha maravilhosa. Vitória, traz bem-estar por ser muito agradável. Gosto de caminhar tranquilamente todos os dias na praia. Recomendo a todos que puderem visitar e morar aqui", declarou Domingos Sávio Giacomelli, 78 anos.

Encontro de Todos os Ritmos

Para celebrar os 468 anos de Vitória e resgatar muitas outras histórias e lembranças, o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) vai reunir os idosos numa comemoração nesta sexta-feira (6), às 14 horas, no Parque Moscoso. 

Leonardo Silveira

Baía de Vitória com Enseada do Suá e Terceira Ponte ao fundo

Vitória está entre as 26 cidades mais felizes do Brasil, segundo levantamento realizado pelo site Revista Bula (Ampliar imagem)

Carlos Antolini

Encontro de Todos os Ritmos do CCTI

Encontro de Todos os Ritmos vai reunir usuários de equipamentos da Semas (Ampliar imagem)


Para dúvidas ou informações sobre os serviços da Prefeitura, ligue 156 ou use o serviço on-line.


Voltar para o topo

Prefeitura Municipal de Vitória
Avenida Marechal Mascarenhas de Moraes, 1.927
Bento Ferreira, Vitória, ES - CEP: 29.050-945
Telefone: (27) 3382-6000 (Atendimento ao público de 12h às 19h)
Voltar ao topo do site