Prefeitura Municipal de Vitória

Atalhos de teclado:

Notícias

Música e filmes capixabas abrem 26º Festival de Cinema de Vitória

Publicada em 26/09/2019, às 13h55 | Atualizada em 26/09/2019, às 14h00

Por Ricardo Aiolfi (rabarone@vitoria.es.gov.br) | Com edição de Matheus Thebaldi


Diego Alves

festival de cinema

O prefeito Luciano Rezende destacou a parceria do festival com o Viradão Vitória

Divulgação PMV

festival de cinema

O primeiro dia do festival foi marcado pela exibição de filmes capixabas

O Centro Cultural Sesc Glória estava lotado para a primeira noite do 26º Festival de Cinema de Vitória (FCV). O público, que compareceu em massa à abertura do evento, pode conferir a exibição dos filmes da 8ª Mostra Foco Capixaba e o primeiro filme da 9ª Mostra Competitiva Nacional de Longas. A apresentação da noite ficou por conta da atriz e cantora Letícia Persiles e da atriz e apresentadora Lica Oliveira.

Dando as boas vindas ao público, o prefeito de Vitória, Luciano Rezende, destacou a parceria do festival com o Viradão Vitória. Os dois últimos dias do Festival vão ocorrer dentro da programação do Viradão, neste sábado (28) e domingo (29). O prefeito falou ainda da importância da cultura para a recuperação do Centro Histórico da capital.

“Que tenhamos aqui um período de cinema, de cultura, de debate, de intensificação da sensibilidade humana, da solidariedade, da fraternidade, valores tão importantes e tão necessários no mundo atual, para serem relembrados e comemorados entre todos nós. Obrigado pela honra de participar dessa apresentação de solenidade inicial. Em nome da cidade de Vitória sejam todos muito bem-vindos”, disse o prefeito abrindo o Festival.

A Produtora Executiva do Festival de Cinema de Vitória, Larissa Delbone, lembrou da força econômica da cultura para a geração de empregos. 

“Hoje, nesse momento, o audiovisual representa 3% do PIB do nosso país. Nós somos uma economia. Nós somos uma indústria. O Festival de Cinema de Vitória gerou neste último ano 500 empregos diretos. A gente forma plateia, gera emprego e renda, tudo isso com a energia super renovável que é o capital humano. Nós vivemos da criatividade, nosso material de trabalho se renova a cada manhã, a cada sonho que a gente transforma em filme e exibe na nossa tela”.

Liberdade

O Secretário Municipal de Cultura, Francisco Grijó, ressaltou a importância do cinema e defendeu a liberdade nas artes, inclusive como elemento libertador, e condenou qualquer tipo de censura. Grijó também homenageou o mestre Alcebíades Cabral, que faleceu esta semana. Cabral era professor de capoeira, atuou no movimento negro e nos conselhos de cultura.

“Pense um pouco no Cabral porque eu tenho certeza de que, onde ele estiver — tenho certeza de que é um lugar muito bom — ele vai olhar para este Festival. Então, Cabral, este Festival também é para você, para todos nós. Divirtam-se. O Cinema resiste!”, disse o secretário.

A governadora em exercício, Jaqueline Moraes, destacou a importância feminina para a produção cultural e homenageou a diretora do Festival de Cinema de Vitória.

Eu não posso deixar de falar, como governadora em exercício, dessa mulher guerreira que está aqui abrindo a 26ª edição do Festival de Cinema, Lucia Caus. A história da Lucia é de luta para realizar seus sonhos. E mesmo diante da ausência de patrocínio, como já aconteceu algumas vezes, ela não se abateu e, ainda assim, a maior festa capixaba do cinema está acontecendo e está resistindo”.

Também estavam presentes o Secretário de Estado da Cultura, Fabricio Noronha, a Subsecretária de Estado da Cultura, Carolina Ruas, a Secretária Estadual de Gestão e Recursos Humanos, Lenise Loureiro, o gerente de relações institucionais da Rede Gazeta, Eduardo Fachetti.

 Foco Capixaba

A programação audiovisual teve início com a 8ª Mostra Foco Capixaba, janela exclusiva para realizadores locais, em que foram exibidos os filmes “Minhas Mães”, de Gustavo Guilherme da Conceição; “Pescadores Urbanos”, de Yolanda Faustini; “Guri”, de Adriano Monteiro; “Práticas do Absurdo”, de Alexander S. Buck; “Casa de Vó”, de André Ehrlich Lucas; “Jardim Secreto”, de Shay Peled.

 Longas

O filme que abriu a 9ª Mostra Competitiva Nacional de Longas foi Pacarrete, de Allan Deberton, que relatou o prazer em estar no festival. “Estou me sentindo realizado, sempre quis participar do Festival de Cinema de Vitória, então é muito bom estar aqui fazendo essa apresentação do meu primeiro longa”.

 Tenda Musical

A cantora Gavi empolgou o público na primeira noite da Tenda Musical. Com muito suingue e talento, a cantora e compositora capixaba apresentou canções autorais e uma versão soul do pagode “Marrom Bombom”. Participaram do show o duo A Transe, e dos artistas 6okzera e Magrovala.

“Abrir o Festival de Cinema é um prazer enorme, porque eu amo cinema e amo o festival, que eu sempre acompanhei quando morava em Vitória. Fazer a abertura é uma expectativa gigante, eu fico ansiosa para abençoar o palco para outros artistas para que o evento inteiro seja muito bonito e cheio de muito axé. Sinto uma responsabilidade bonita e que bom que colocaram em cima de mim. Vai ser incrível, dançante e acho que vai lotar” disse Gavi minutos antes de subir ao palco da Tenda Musical.


Para dúvidas ou informações sobre os serviços da Prefeitura, ligue 156 ou use o serviço on-line.


Voltar para o topo

Prefeitura Municipal de Vitória
Avenida Marechal Mascarenhas de Moraes, 1.927
Bento Ferreira, Vitória, ES - CEP: 29.050-945
Telefone: (27) 3382-6000 (Atendimento ao público de 12h às 19h)
Voltar ao topo do site