Prefeitura Municipal de Vitória

Atalhos de teclado:

Notícias

Idosos ansiosos para encenações próprias no Encontro de Teatro

Publicada em 17/10/2019, às 15h28 | Atualizada em 17/10/2019, às 16h11

Por Paula M. Bourguignon (pmacbourguignon@vitoria.es.gov.br) | Com edição de Matheus Thebaldi


Divulgação Semas

Encontro de Teatro Ensaio CCTI de Maria Ortiz

Grupo de idosos do CCTI de Maria Ortiz ensaia para apresentações no Encontro de Teatro

Contagem regressiva para o XI Encontro de Teatro dos Serviços de Convivência para Idosos. As peças serão encenadas da próxima quarta-feira (23) até sexta (25), no auditório da Prefeitura de Vitória, a partir das 13 horas.

Durante alguns meses, as pessoas idosas escrevem os enredos, criam os figurinos e montam os cenários, dando um novo significado para quem está atuando ou dirigindo a apresentação.

"Teremos vários grupos de convivência para as pessoas idosas se apresentando, seja do município ou do interior. Pudemos ver e acompanhar todo o processo de cada um e esta troca de experiência é muito importante. Isso enriquece e motiva ainda mais as apresentações", explicou um dos organizadores do Encontro de Teatro e educador social de artes cênicas, Vinícius Couti.

Alegria

No momento do ensaio e nos palcos, os idosos deixam a timidez para despertar a emoção e a alegria para a apresentação. 

"O teatro consegue transmitir e contagiar o público com muita alegria, paixão e diversão. Estou feliz em participar desde 2000", disse Maria Pulceria, 96 anos.

"Participei da Casa da Cultura e da Fafi anteriormente. Antes atuava só mesmo na igreja. O teatro para mim significa vida. A gente pode se transformar em tudo que a gente quiser ser", cita Sônia Thore Rosalen, 81 anos.

"Na peça este ano vou fazer a personagem da filha ingrata. Para mim é muito gratificante atuar. Nesta peça, teremos assuntos reais que acontecem no nosso dia a dia, como vergonha ou egoísmo dos filhos com os pais", afirmou Maria Stela Barroso, 72.

Descontração

"O teatro me ajudou a ficar menos inibida. Assim como a dança, o teatro me descontrai aqui no CCTI. Me ajuda também na linguagem oral e escrita e na memória para decorar os textos. Já convidei todos os meus parentes para estar lá vendo a peça que irei apresentar", menciona Zeliete Laurindo Fraga, 83.

Transformação

"Me sinto muito bem fazendo teatro e sei que minha cabeça anda muito melhor também. Me sinto muito bem em cena. Parece que a gente vive mais por gostar tanto disso", comenta Maria Anita Marins Medice, 87.

"O teatro dá oportunidade para a pessoa se expressar e reencontrar lugares. O teatro tem como possibilidade de você ter o mundo inteiro e ser qualquer profissão. Permite você reviver sonhos e depois se encontrar. Desperta também o imaginário, a comunicação e o trabalho em equipe. Aqui no CCTI de Maria Ortiz, por exemplo, foi feito um trabalho em conjunto. Desde o roteiro, todos desenharam os figurinos e fizeram as propostas de cenário. Ou seja, trabalhamos o nosso coletivo para construirmos um produto único", reforça Vinícius Couti.

Convivência

"O Encontro de Teatro é um momento de muita alegria, pois os idosos têm a oportunidade de mostrar pras famílias e pra cidade suas produções cênicas construídas ao longo dos meses nos centros de convivência. Isso gera grande satisfação pra eles, que se sentem importantes, reconhecidos e prestigiados. Esse é nosso objetivo maior em todas as ações: fortalecer a convivência familiar e comunitária da pessoa idosa", conclui a subsecretária de Proteção Social Básica e Segurança Alimentar e Nutricional, Brunella Tiburtino Aloquio Teixeira.

Arte cênica

Todos os Centros de Convivência para a Terceira Idade (CCTI) oferecem a oficina de arte cênica. Para quem tiver interesse em participar, basta procurar as unidades.


Para dúvidas ou informações sobre os serviços da Prefeitura, ligue 156 ou use o serviço on-line.


Voltar para o topo

Prefeitura Municipal de Vitória
Avenida Marechal Mascarenhas de Moraes, 1.927
Bento Ferreira, Vitória, ES - CEP: 29.050-945
Telefone: (27) 3382-6000 (Atendimento ao público de 12h às 19h)
Voltar ao topo do site