Notícias

Carnaval: Mocidade Serrana homenageou o povo serrano e sua cidade

Publicada em 04/02/2024, às 21h45 | Atualizada em 04/02/2024, às 21h48

Por Mariana Santos (mssilvaeira$4h064+pref.vitoria.es.gov.br), com edição de Mariana Santos


Leo Silveira
Carnaval: Mocidade Serrana
Carnaval: Mocidade Serrana (ampliar)
Leo Silveira
Carnaval: Mocidade Serrana
Carnaval: Mocidade Serrana (ampliar)

A Mocidade Serrana, com as cores amarelo e roxo, entrou na avenida neste domingo (4) em busca do título com muita empolgação. Terceira escola do Grupo de Acesso B a desfilar, a agremiação trouxe no enredo a garra do povo serrano, a beleza da cidade e o seu potencial. 

A Mocidade, com sua Fênix, incendiou a avenida cantando e mostrando a garra do povo serrano, evidenciando também a força e a cultura da população. Além de homenagear e referenciar seu potencial econômico, a agremiação mostrou que a Serra também tem arte e cultura. 

A comissão de frente da escola, representando o nascimento do território capixaba, chegou atrasada no desfile devido à demora para receber as fantasias. Alguns minutos depois da porta-bandeira e mestre-sala passar pelos julgadores, a comissão correu para alcançar sua posição na agremiação. 

"A menina que ia entregar a roupa hoje foi parar na UPA e acabou nos atrapalhando. Mas eu creio que a Mocidade Serrana vem muito bem. Os quesitos à parte nós caprichamos em tudo. Foi um lapso, coisa que acontece em qualquer escola. Assim como uma porta-bandeira que pode cair e perder nota. Nós fizemos o possível para trazer o brilhantismo do amor de um povo, de um torrão amado, que vive até hoje na Serra", disse o carnavalesco da escola, Marcos Parruchierre

A escola, em seu enredo, cantou que a cidade é berço de muitas beleza naturais, que carrega a fé e a devoção ao sagrado. Primeira ala a entrar na avenida trouxe a referência da miscigenação, exaltando o povo africano.

Em constante desenvolvimento a cidade tem como grande produto econômico o Abacaxi, um fruto de sabor adocicado e carrega consigo uma coroa, explicação de seu enredo "Na terra do abacaxi plantei com as mãos o carnaval". 

Segunda ala a entrar na avenida, representando a Grécia Francesa, a destaque Ana Marinho, rainha da escola, vestiu-se de Pavão Real, levando as cores vivas e brilho para o Sambão do Povo. Em seguida, as águas e jardins da Serra, com sua fauna e flora, foram enaltecidos e representados durante o desfile. 

A cidade serrana foi homenageada, onde a agremiação ressaltou sua trajetória desde seu surgimento até alto potencial de desenvolvimento. 

No final do desfile, a escola evidenciou que a Serra é uma cidade moderna, em pleno crescimento, com isso tornou-se modelo para o rico enredo da agremiação no desfile deste ano. As alas mostraram e valorizaram as belas praias da cidade, a sutileza e beleza das ondas que saúdam os munícipes. 

Leo Silveira
Carnaval: Mocidade Serrana
Carnaval: Mocidade Serrana (ampliar)
Leo Silveira
Carnaval: Mocidade Serrana
Carnaval: Mocidade Serrana (ampliar)

Voltar ao topo da página