Prefeitura Municipal de Vitória

Atalhos de teclado:

Notícias

Cidades inteligentes: estudo aponta Vitória em 1º lugar em saúde no País

Publicada em 03/08/2015, às 10h10 | Atualizada em 03/08/2015, às 10h46

Por SEGES/SUB-COM | Com edição de SEGES/SUB-COM

Com colaboração de Angela Angius


Elizabeth Nader

Sistema de chamada eletrônica no Centro municipal de especialidades

Sistema on-line da rede municipal de saúde contribuiu para o aumento do número de atendimentos em Vitória

A qualidade de vida e dos serviços é um dos pilares de Vitória. Essa característica é mais uma vez comprovada no levantamento realizado pela consultoria Urban Systems, que, em parceria com a revista Exame, mapeou mais de 700 cidades com o objetivo de definir as que têm maior potencial de desenvolvimento do Brasil.

A capital capixaba ocupa a sétima posição no ranking das 50 cidades mais inteligentes do Brasil - o Rio de Janeiro lidera a lista -, ficando em primeiro lugar em saúde e terceiro em educação. O estudo será apresentado durante o evento Connected Smart Cities 2015, em São Paulo. O prefeito de Vitória, Luciano Rezende, viajou para São Paulo nesta segunda-feira (3) para receber a premiação.

A consultoria analisou 70 indicadores de 11 áreas da gestão pública: economia, educação, empreendedorismo, energia, governança, meio ambiente, mobilidade, planejamento urbano, saúde, segurança, tecnologia e inovação. De acordo com o presidente da Urban Systems, Thomaz Assumpção, "as cidades inteligentes têm sustentabilidade econômica, promovem a qualidade de vida e preservam o meio ambiente".

Saúde

Com a nota 4,4, Vitória ficou no topo do ranking de saúde das cidades inteligentes. O sistema Prontuário Eletrônico contribuiu para alcançar o resultado. Implantado em toda a Secretaria Municipal de Saúde (Semus), o software Rede Bem Estar interliga os equipamentos (unidades de saúde, prontos-atendimentos, farmácias, laboratórios, consultórios odontológicos, centros de referência e de especialidades) em um único sistema.

Seu principal objetivo é reunir no prontuário eletrônico do paciente dados produzidos em formatos diversos (atestados, receitas médicas, radiografia, ultrassonografia, entre outros) utilizando a assinatura digital. O sistema permitiu aumentar a quantidade de atendimentos na rede pública municipal e também oferece aos paciente a oportunidade de avaliar os serviços através de torpedo (SMS). 

"A assinatura digital foi um dos grandes avanços na saúde, pois aumentou a segurança e diminuiu em 100% as fraudes em atestados. É uma honra poder receber esse prêmio pelas inovações que estamos fazendo na gestão. Esse é um reconhecimento do nosso trabalho para tornar a cidade de Vitória cada dia melhor para morar, visitar e trabalhar", disse o prefeito de Vitória, Luciano Rezende. 

Vitória é a capital mais bem posicionada no Índice de Desempenho do Sistema Único de Saúde (SUS), indicador elaborado pelo Ministério da Saúde que avalia os serviços prestados pela rede pública. "Esse é um dos resultados da gestão compartilhada de Vitória, onde servidores, gestores e população se unem para construir soluções para os problemas cotidianos e que trazem impactos cada vez mais positivos para toda a cidade", destacou a secretária de Saúde, Daysi Koehler Behning.

Educação

Douglas Schneider

Gibiteca no CMEI Valdivia da Penha Antunes Rodrigues

Qualidade de ensino da rede municipal faz de Vitória a terceira colocada no ranking de educação (Ampliar imagem)

No ranking das cidades que oferecem melhor qualidade de ensino aos alunos, Vitória ficou na terceira posição no ranking de educação, com a nota 4,7.

Uma das conquistas da rede pública municipal é o cadastramento eletrônico unificado da educação infantil, ferramenta auditável e georreferenciada que elimina o sorteios de vagas nos Centros Municipais de Educação Infantil (Cmeis) e que gera dados que identificam a real demanda por matrículas por idade e região.

A rede municipal de ensino de Vitória registra hoje 18.990 crianças matriculadas nos 49 Centros Municipais de Educação Infantil (Cmeis) e 31.040 matrículas nas 53 Escolas Municipais de Ensino Fundamental (Emefs). 

Somente na educação infantil, a atual administração gerou cerca de 2.200 novas vagas, por meio da entrega de quatro novos Centros Municipais de Educação Infantil (Cmei): Ana Maria Chaves Colares, em Jardim Camburi, Prof. Carlos Alberto Martinelli de Souza, em Consolação, Profª. Cida Barreto, em Jardim da Penha, e Silvanete da Silva Rosa Rocha, em Comdusa. E, até 2016, terá gerado um total de 3.800 vagas por meio de construções, intervenções, reformas e ampliações.

No ensino fundamental foram entregues os novos prédios das Escolas Municipais de Ensino Fundamental (Emef) Edna de Mattos Siqueira Gáudio, em Jesus de Nazareth, Eunice Pereira Silveira, em Tabuazeiro, Emef EJA Prof. Admardo Serafim de Oliveira, em Consolação Álvaro de Castro Mattos, em Jardim da Penha e Irmã Jacinta Soares de Souza Lima, na Ilha de Santa Maria.

E ainda realizou intervenções que qualificou o espaço escolar nas Emefs Octacílio Lomba, em Maruípe, Juscelino Kubitschek de Oliveira, em Maria Ortiz, Maria Stella de Novaes, no bairro Grande Vitória. Até 2016 terão sidos criadas 1.900 vagas no ensino fundamental por meio da construção de nove novos prédios e três ampliações.


Para dúvidas ou informações sobre os serviços da Prefeitura, ligue 156 ou use o serviço on-line.


Voltar para o topo

Prefeitura Municipal de Vitória
Avenida Marechal Mascarenhas de Moraes, 1.927
Bento Ferreira, Vitória, ES - CEP: 29.050-945
Telefone: (27) 3382-6000 (Atendimento ao público de 12h às 19h)
Voltar ao topo do site