Prefeitura Municipal de Vitória

Atalhos de teclado:

Notícias

Arraiá leva diversão para pessoas em situação de rua no Centro-Pop

Publicada em 12/07/2019, às 15h06 | Atualizada em 17/07/2019, às 14h23

Por Paula M. Bourguignon (pmacbourguignon@vitoria.es.gov.br) | Com edição de Matheus Thebaldi


Paula M. Bourguignon

Festa Julina no Centro-Pop

Festa Julina animou os assistidos no Centro-Pop na manhã desta sexta-feira (12)

Paula M. Bourguignon

Festa Julina no Centro-Pop

Cenário e figurinos foram produzidos por assistidos e pela equipe do Centro-Pop

Os assistidos do Centro de Referência Especializado de Assistência Social para População de Rua (Centro-Pop) participaram da tradicional Festa Julina nesta sexta-feira (12). O arraiá contou com muita descontração, músicas, trajes típicos e também quitutes. 

As pessoas em situação de rua e a equipe do Centro-Pop montaram o cenário, produziram os figurinos, encenaram uma peça e dançaram a quadrinha.

Juntos há 1 ano e 3 meses, Eloisa Alves Cassemiro, 34, e Kleber Mendes, 57, falaram da importância da festa. "Nessa festa, lembro muito da minha família, principalmente, do meu pai, porque ele adora comemorar São Pedro, Santo Antônio e São João. Ele é uma grande referência na minha vida e sinto saudades", explicou Eloisa.

"Para mim, hoje, não podem faltar pipoca, canjica e, claro, uma boa música para todos aqui dançarem e se divertiram bastante", afirmou Kleber.

Animação

O casal Mirian Amaro, 31, e Alamo Tel Brates Santos, 42, era pura animação. "Estamos muito animados e pretendemos dançar muito", falou Mirian.

"Para mim, Festa Julina é tempo de união, amizade e, sem dúvidas, do amor. Faz parte da cultura de tradições e da nossa história", comentou Alamo.

Noivos

A festa teve até casal de noivos, bem tradicional nos arraiás, encenado por Ana Cláudia Evangelista, 40, e pelo educador social Henrique dos Anjos.

"É um momento de muita comemoração. Fiquei muito feliz em ser a noiva e estou realizada. Sinto que um dia isso também acontecerá na minha vida pessoal", disse Ana Cláudia.

"Muito bacana essa festividade e a interação de nós com os assistidos. Alguns estavam ainda resistentes em participar, mas, aos poucos, eles vão querendo dançar e aproveitar o momento", comentou Henrique.

Paula M. Bourguignon

Festa Julina no Centro-Pop Personagens Alamo e Mirian

Casal Alamo e Mirian era pura animação. "Estamos muito animados e pretendemos dançar muito", disse ela

Paula Bourguignon

Festa Julina no Centro-Pop

Eloisa e Kleber também estavam bastante animados na festa e caíram na dança durante o evento (Ampliar imagem)

União

"O importante hoje é celebrar, confraternizar e socializar. A festa fortalece a união de todos", ponderou o assessor jurídico do Centro-Pop, Marcos Tito.

Aproximação

"Temos várias festas temáticas para os assistidos ao longo do ano. Para a Festa Julina, realizamos os ensaios para quadrilha e teatro. Este ano, pensamos em uma dinâmica diferente: a quadrilha dá uma pausa, o teatro acontece, volta a quadrilha e finaliza com a peça do casamento da história no arraiá. Este ano, criamos um cenário e envolvemos todos os assistidos nas coletas de materiais recicláveis. Assim promovemos um momento de aproximação, além do lazer e da diversão nos ensaios e na produção dos figurinos", explicou o educador social Siloé Vinicíus Gonçalves.

Cidadãos

"Queremos promover cultura, lazer e entretenimento aos assistidos. Que eles se sintam verdadeiramente como cidadãos, fazendo parte de algo maior na sociedade. Nesses momentos que eles conseguem expressar quem eles são, com a sua identidade e sua particularidade. Nas ruas, eles não têm a oportunidade de vivenciar isso por conta da situação em que se encontram. Isso fortalece os vínculos afetivos e comunitários deles", afirmou a supervisora técnica do Centro-Pop, Zilane Ferreira Lima.

Paula M. Bourguignon

Festa Julina no Centro-Pop

Evento teve proposta de promover cultura, lazer e entretenimento aos assistidos

Paula M. Bourguignon

Festa Julina no Centro-Pop Personagem Siloé

"Este ano, criamos um cenário e envolvemos todos os assistidos nas coletas de materiais recicláveis", disse educador Siloé


Para dúvidas ou informações sobre os serviços da Prefeitura, ligue 156 ou use o serviço on-line.


Voltar para o topo

Prefeitura Municipal de Vitória
Avenida Marechal Mascarenhas de Moraes, 1.927
Bento Ferreira, Vitória, ES - CEP: 29.050-945
Telefone: (27) 3382-6000 (Atendimento ao público de 12h às 19h)
Voltar ao topo do site