Prefeitura Municipal de Vitória

Atalhos de teclado:

Coronavírus


Perguntas e respostas

O que é o coronavírus?

 Os coronavírus são uma grande família viral, conhecidos desde meados de 1960, que causam infecções respiratórias em seres humanos e em animais.

Geralmente, infecções por coronavírus causam doenças respiratórias leves a moderadas, semelhantes a um resfriado comum. Porém, alguns coronavírus podem causar doenças graves com impacto em termos de saúde pública, como já verificado com a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS), identificada em 2002, e a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS), identificada em 2012.

Recentemente, em dezembro de 2019, houve a transmissão de um novo coronavírus (SARS-CoV-2), o qual foi identificado em Wuhan na China e causou a COVID-19, cuja disseminação e transmissão detectada foi de pessoa infectada para pessoa.

Existe vacina para prevenção ao coronavírus?

Até o momento, não. No entanto, cientistas ao redor do mundo e no Estado de São Paulo, como as equipes do Instituto Butantan, já iniciaram pesquisas para desenvolvimento de vacina. Ainda é precoce indicar se e quando ela estará disponível.

Quais os sintomas do coronavírus?

 Os sinais e sintomas clínicos são principalmente respiratórios, semelhantes aos de um resfriado ou gripe comum. Geralmente produz sintomas leves ou moderados, mas alguns casos podem ficar graves, ocasionando uma pneumonia severa.

Os principais sintomas são:
  • Febre;
  • Coriza;
  • Dor de garganta;
  • Tosse;
  • Dificuldade para respirar.

O que é o "período de incubação"?

Consiste no intervalo entre a data de contato com o vírus até o início dos sintomas. No caso do COVID-19, já se sabe que o vírus pode ficar incubado por até duas semanas (14 dias).

Como ocorre a transmissão do coronavírus?

Em humanos pode ser transmitido de uma pessoa infectada para outra, principalmente pelas gotículas respiratórias e de saliva, por secreções (catarro), por tosse e espirros em curta distância; contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão; contato com objetos ou superfícies contaminadas (como celulares, mesas, maçanetas, torneiras, brinquedos, entre outros).

Também pode ser transmitido por objetos contaminados pelo vírus ou até mesmo pela disseminação pelo ar (em procedimentos geradores de aerossóis) afetando principalmente, pessoas com a imunidade debilitada.

Estudos apontam que uma pessoa infectada pelo vírus pode transmitir a doença durante o período sintomático e sugerem que a transmissão também possa ocorrer mesmo sem o aparecimento de sinais e sintomas.

O coronavírus pode matar?

O óbito pode ocorrer em virtude de complicações clínicas da infecção, como por exemplo, insuficiências respiratórias. Os dados mais recentes da OMS (Organização Mundial da Saúde) indicam taxa de letalidade de 2 a 3% dos casos confirmados, podendo variar em função do perfil da população e da estrutura disponível para prestar assistência aos casos mais graves.

Como se prevenir contra o Coronavírus ou COVID-19?

Cuidados com a higiene evitam a transmissão do Coronavírus:
  • Lave as mãos usando água e sabão com freqüência; 
  • Use álcool em gel sempre que possível;
  • Não toque os olhos, a boca e o nariz sem higienizar as mãos;
  • Não compartilhe alimentos e utensílios;
  • Evite proximidade com pessoas que apresentem sintomas respiratórios;
  • Evite ambientes com aglomeração de pessoas.
 Pratique a etiqueta da tosse:
  • Ao tossir ou espirrar, cubra sempre a boca com lenço de papel ou com o braço, nunca com as mãos. Jogue o lenço no lixo após o uso e higienize as mãos.

O que fazer em caso de sintomas?

  • Pessoas com sintomas leves, semelhantes a um resfriado comum (coriza e espirro) devem ficar em casa em repouso, com boa alimentação e hidratação;
  • Pessoas com sintomas de doenças respiratórias graves (febre, tosse e dificuldade para respirar), devem procurar imediatamente um serviço de saúde, usando máscara.

Casos suspeitos ou confirmados têm sido mantidos em isolamento domiciliar. O que isso significa?

O isolamento familiar é uma conduta prevista pelo Ministério da Saúde e que pode ser indicada pelo médico, a depender da condição clínica do paciente. Consiste basicamente em manter a restrição de contatos do paciente com pessoas e ambientes externos, para evitar a circulação do vírus.

Recomenda-se o isolamento domiciliar de todos os casos suspeitos ou confirmados de COVID-19, bem como de todos seus contactantes domiciliares, por 14 dias após o início dos sintomas.

No isolamento domiciliar, quais cuidados o paciente deve ter?

  • Separação de objetos pessoais, limpeza imediata de banheiros após o uso e a separação de indivíduos em cômodos diferentes da casa (sempre que possível);
  • O uso de máscara quando estiver em ambiente compartilhado;
  • O cômodo com o paciente isolado deve ficar todo o tempo com a porta fechada. Mas, é necessário manter a janela aberta para que haja uma fonte de ventilação e entrada de luz solar;
  • A pessoa infectada ou com suspeita de infecção é quem deve trocar a própria roupa de cama (sempre que possível). Se houver secreções na roupa de cama, ela deve embalar em um saco plástico, antes de levar à máquina de lavar ou ao tanque;
  • Também é importante manter uma lixeira ao lado da cama, com saco plástico, para jogar o lixo;
  • Quando o recipiente estiver cheio, a pessoa deve fechar a sacola e só depois despejar em lixeiras comuns, seja da casa, da rua ou do prédio.

O que as pessoas que tiveram contato com pacientes suspeitos ou confirmados devem fazer?

Valem as dicas básicas de cuidados de prevenção, assim como manter vigilância para eventuais sinais ou sintomas da doença. Caso ocorram os sinais e sintomas, deve-se adotar as mesmas condutas já preconizadas anteriormente.

É recomendado o uso de máscaras de proteção?

Seguindo os padrões da Republica Tcheca, que conseguiu reduzir o percentual de casos notificadas com uso de máscaras em todas as pessoas, Vitória adotou a campanha "Masks4all" (Máscaras para todos).

As pessoas sadias também podem usar máscaras, mesmo que confeccionadas de tecido ou TNT em casa para realizar seus afazeres. Além disso, o recomendado é que todos mantenham a constante higienização das mãos com água e sabão ou álcool gel e evitem contato com mucosas de nariz, boca e olhos.

São cuidados simples, importantes e que devem ser diários para prevenir qualquer tipo de doença.

Última atualização em 13/04/2020

Prefeitura Municipal de Vitória
Avenida Marechal Mascarenhas de Moraes, 1.927
Bento Ferreira, Vitória, ES - CEP: 29.050-945
Telefone: (27) 3382-6000 (Atendimento ao público de 12h às 19h)
Voltar ao topo do site