Atalhos de teclado:

Atalhos para serviços

Notícias

Moradores vão fiscalizar e opinar sobre a política de assistência social

Publicada em 25/04/2012, às 16h27 | Atualizada em 25/04/2012, às 17h04


Carlos Antolini

mulher recebendo certificado do vice prefeito Tião Barbosa

Ivanete Sanos Fança, 57 anos, foi eleita pela segunda vez como representante do território de Santo Antônio

pessoas sentadas em cadeiras no auditório

A posso dos novos membros das Comissões Locais de Assistência Social de Vitória ocorreu na noite desta terça-feira

Sugerir diretrizes, articular, mobilizar, acompanhar e fiscalizar a política de Assistência Social nos bairros da capital.

Essas são as principais funções dos novos membros das Comissões Locais de Assistência Social de Vitória (Clas), empossados na noite desta terça-feira (24).

Eles são usuários dos programas sociais, lideranças comunitárias e representantes do Governo municipal que terão o mandato de dois anos como membros das Comissões.

Ivanete Sanos Fança, 57 anos, foi eleita pela segunda vez como representante do território de Santo Antônio. Para ela, participar da Clas é ter a oportunidade de contribuir com a gestão pública da assistência social em Vitória.

”Gostei da experiência de participar da Comissão. Fiz vários cursos e conheci mais sobre a política de assistência social. Quero continuar contribuindo com a construção dessa política em Vitória”, disse Ivanete, que diz ter voltado a estudar motivada pelos cursos dos quais participou.

Todos os membros vão participar de uma capacitação com temas voltados para participação e controle social. Eles vão conhecer as políticas municipal e nacional de assistência social, além da Lei Orgânica de Assistência Social (Loas).

“Precisamos ampliar a proteção a pessoas em situação de vulnerabilidade social do nosso município. Somente com a participação da sociedade vamos conseguir resultados ainda melhores do que aqueles já alcançados”, destacou o vice-prefeito, Tião Barbosa.

A secretária municipal de Assistência Social, Ana Maria Petronetto Serpa, destacou a importância do envolvimento das famílias e comunidades nas Clas.

“As Comissões Locais são os espaços para os usuários, trabalhadores e lideranças comunitárias refletirem e opinarem sobre a política de assistência social do município. Queremos fortalecer o paradigma do direito, o espaço da cidadania na nossa cidade. E, assim, melhorar as políticas públicas, tornando-as ainda mais efetivas”, frisou.

Controle Social

Instituídas em junho de 2008, as Comissões Locais de Assistência Social (Clas) são instâncias de caráter consultivo que têm a função de sugerir diretrizes, articular, mobilizar, acompanhar e fiscalizar a política de assistência social nos seus respectivos territórios.

Cada território de Vitória conta com uma comissão composta por dez membros, sendo quatro representantes do governo Municipal, quatro representantes dos usuários dos programas, projetos, benefícios e serviços dos Centro de Referência da Assistência Social (Cras) e dois representantes de lideranças comunitárias dos bairros que compõem o território dos Cras. Os representantes de usuários e as lideranças comunitárias foram eleitos em assembleias realizadas nos 12 Cras do município.


Informações à imprensa:

Por Ludmila Pecine (lpsantos@vitoria.es.gov.br) | Tel(s).: 3382-6175 / 8889-5574

Com edição de Deyvison Longui


Voltar para o topo

Voltar ao topo do site
Prefeitura Municipal de Vitória
Avenida Marechal Mascarenhas de Moraes, 1927
Bento Ferreira, Vitória, ES - CEP: 29.050-945
Telefone: (27) 3382-6000