Prefeitura Municipal de Vitória

Atalhos de teclado:

Notícias

Pacientes do Caps fazem exposição inspirada em artistas famosos

Publicada em 10/08/2018, às 13h55 | Atualizada em 10/08/2018, às 14h19

Por Giovana Rebuli Santos (girsantos@vitoria.es.gov.br) | Com edição de Josué de Oliveira


André Sobral

Exposição CAPS

Rubia dos Santos se inspirou em Van Gogh para criar seu quadro (Ampliar imagem)

André Sobral

Exposição CAPS

Débora Vial Garcia, 26 anos, gosta da interatividade com os quadros (Ampliar imagem)

Uma mostra de quadros coloridos vêm alegrando e emocionando quem chega ao hall da Escola Técnica do SUS de Vitória (ETSUS). São quadros inspirados em artistas renomados como Van Gogh, Miró, Romero Brito, Tarsila do Amaral e o capixaba Ronaldo Barbosa. Porém, nessa exposição os artistas que fizeram os quadros são pacientes do Centro de Atenção Psicossocial da Ilha de Santa Maria (Caps II).

A mostra foi organizada como parte do trabalho de ressocialização dos pacientes. “Essa é uma das formas deles serem vistos pela sociedade, mostrando que eles são capazes de produzir algo de valor para todos. Além disso, o projeto também resgata a autoestima desses pacientes”, declara, Rejane Vasconcelos, psicóloga do Caps II.

Luana Pereira Gomes, 36 anos, está participando do curso técnico de vigilância ambiental em saúde no Etsus e elogiou a iniciativa de valorizar e divulgar os trabalhos desenvolvidos pelos pacientes do Caps “Achei os quadros bem expressivos e variados, com desenhos abstratos e outros definidos. Acredito que esse tipo de divulgação é muito importante”, afirma.

A terapeuta ocupacional Denise da Silva Krebel explica que o projeto contou com momentos de pesquisa sobre a vida e a obra de artistas famosos e também com a participação da artista plástica Susy Darley que gentilmente foi até o Caps II falar sobre seu processo de trabalho.

“A cada etapa eles se envolviam mais e mais com o projeto. Agora com a exposição, eles são os artistas principais. Queremos com isso que eles interajam mais com a sociedade à sua volta, se abrindo para o mundo e percebendo que o mundo se abre para eles. Afinal, o ser humano está nesse processo de aprendizagem desde que nasce até a sua morte, e nossa experiência com eles mostra justamente isso: a evolução contínua de cada um”

A diretora do Caps Ilha, Jociane Penha da Silva, explica que a arte resgata projetos de vida para pessoas que não tinham nenhuma perspectiva. “Sabemos hoje que além das questões de cuidado e de projetos terapêuticos singulares, é preciso pensar em desenvolver projetos de felicidade, considerando a cronicidade, o tipo de doença que se tem, e aonde se quer chegar, vendo o que é possível para ser feliz e sendo feliz com o que é possível”.

Artistas do Caps

Luis Eduardo Gomes Rodrigues, 32 anos, frequenta o Caps desde 2017 e explica que esse momento é muito especial para ele. “Ver a reação das pessoas ao meu quadro, me faz sentir mais do que alegria e felicidade”, conta.

Ingrid Santos Gueda, 26 anos, contou que fez seu quadro sem pensar muito, deixando as cores surgirem na tela e ficou admirada com o resultado. “Eu gostei muito, ficou bonito. Eu gosto muito de bombom, mas gosto ainda mais desse quadro”, declarou.

Rubia dos Santos Rocha, 27 anos, frequenta o Caps desde 2017 disse que se inspirou em Van Gogh para criar seu “É arte, é cor, é vida”. “Eu pintei com os dedos e soltei minha alegria e minha vontade jogar cores na tela. Foi muito bom”, afirma.

Débora Vial Garcia, 26 anos, há três meses frequenta o Caps e disse gostar de ver a interatividade das pessoas com os quadros.

Serviço
O Centro de Atenção Psicossocial de Ilha de Santa Maria atende diariamente pacientes adultos com transtornos mentais com idade acima de 18 anos. A equipe é formada por médico psiquiatra, enfermeiros, psicólogos, assistentes sociais, terapeuta ocupacional, técnico esportivo, musicoterapeuta e arteterapeuta.

O Caps também desenvolve ações de visita/atendimento domiciliar, oficinas terapêuticas e de geração de renda, grupos de atendimentos individuais e familiares. Os principais objetivos são tratamento, reabilitação e reinserção social na sociedade dos pacientes, incluindo atenção aos familiares.
O Caps Ilha está localizado na rua José de carvalho, 404, na Ilha de santa Maria. Os telefones são: (27) 3132-5111 e 3132-5110 e o horário de atendimento é das 7 às 18 horas.

André Sobral

Exposição CAPS

Luis Eduardo Gomes Rodrigues, 32 anos, frequenta o Caps desde 2017 (Ampliar imagem)

André Sobral

Exposição CAPS

Ingrid Gueda, 26 anos, contou que fez seu quadro deixando livre a imaginação (Ampliar imagem)


Para dúvidas ou informações sobre os serviços da Prefeitura, ligue 156 ou use o serviço on-line.


Voltar para o topo

Prefeitura Municipal de Vitória
Avenida Marechal Mascarenhas de Moraes, 1.927
Bento Ferreira, Vitória, ES - CEP: 29.050-945
Telefone: (27) 3382-6000 (Atendimento ao público de 12h às 19h)
Voltar ao topo do site