Prefeitura Municipal de Vitória

Atalhos de teclado:

Notícias

Orla de Camburi terá ação de combate a caramujos africanos nesta quinta

Publicada em 16/05/2018, às 15h50 | Atualizada em 16/05/2018, às 15h54

Por Giovana Rebuli Santos (girsantos@vitoria.es.gov.br) | Com edição de Matheus Thebaldi


Elizabeth Nader

Coleta de caramujos africanos na Ilha do Frade

Equipes da Prefeitura de Vitória farão catação de caramujos africanos nesta quinta (Ampliar imagem)

Nesta quinta-feira (17), a partir das 8 horas, profissionais da Central de Serviços e do Centro de Vigilância em Saúde Ambiental (CVSA) estarão na orla de Camburi, próximo ao antigo posto da Guarda Municipal em Jardim Camburi, realizando a catação e a destinação final de caramujos africanos.

O diretor do CVSA, Manoel Coutinho Pimentel Junior, esclareceu que a restinga da praia contribui para a concentração desses animais.

"Essa área está sempre com sombra, protegida do sol e não sofre tanta influência da ação humana por se tratar de uma área de preservação ambiental. Por isso, a única forma de combater os caramujos no local é com a catação manual. O uso de pesticidas também não é recomendado nesse local em função da alta toxicidade dessas substâncias", explicou Manoel.

Os moradores também podem solicitar o apoio da equipe do CVSA no combate aos caramujos ligando para o Fala Vitória 156.

Praga

O caramujo africano é um animal exótico, introduzido no Brasil na década de 80, tornando-se uma praga no meio ambiente por não haver predador natural para controlar sua população. Cada indivíduo pode colocar 400 ovos a cada postura, mas se locomove e procria em períodos de chuva.

Por isso, a orientação da Secretaria Municipal de Saúde (Semus) para as pessoas que moram ou trabalham em locais com quintais é sempre manter esses ambientes limpos e capinados.

Prevenção

Medidas simples podem colaborar na redução da população de animais sinantrópicos, tais como esses moluscos:

  • Manter jardim, quintal e áreas verdes limpos e capinados, descartando resto de obra, entulho, pedras e acúmulo de material orgânico (capim, folhas e galhos), pois são esconderijos ideais para os moluscos;
  • Não lançar os caramujos em terrenos baldios, na rua ou diretamente no lixo, o que proporcionará um incremento na proliferação dessa praga urbana em outros locais;
  • Não esmagar os caramujos no local, o que promove exposição, apodrecimento de sua carne e acúmulo de moscas, baratas e roedores, com consequente produção de odor;

Orientações quanto à catação manual do caramujo africano:

  • Realizar catação manual dos caramujos nos quintais sempre com mãos protegidas por luvas ou sacolas plásticas;
  • Quebrar as cascas antes da incineração dentro de um balde com um cabo de madeira de ponta quadrada, evitando que se tornem reservatórios de água para mosquitos e outros organismos;
  • Incinerá-los completamente com muito cuidado utilizando um copo de álcool e longe de crianças. De preferência, uma única pessoa deve executar o procedimento nessa seqüência: utilizar uma lata perfurada com pequenos furos ao fundo cobertos por um pano, visto que os caramujos soltam grande quantidade de água quando incinerados, o que acaba por apagar o fogo;
  • Após a queima, dispor o resto no lixo comum;
  • Fazer busca diária no terreno para verificar se não há outros locais onde existam moluscos;
  • O monitoramento do local precisa ser diário num primeiro momento, visto que cada postura dos caramujos pode conter centenas de ovos, que podem eclodir depois e infestar o ambiente local novamente, sempre que chover, estiver úmido ou nublado;
  • Não é recomendado o uso do sal para controle dos caramujos.

Para dúvidas ou informações sobre os serviços da Prefeitura, ligue 156 ou use o serviço on-line.


Voltar para o topo

Prefeitura Municipal de Vitória
Avenida Marechal Mascarenhas de Moraes, 1.927
Bento Ferreira, Vitória, ES - CEP: 29.050-945
Telefone: (27) 3382-6000 (Atendimento ao público de 12h às 19h)
Voltar ao topo do site