Prefeitura Municipal de Vitória

Atalhos de teclado:

Notícias

Mucane comemora 26 anos de resistência neste mês com várias ações

Publicada em 13/05/2019, às 16h16 | Atualizada em 14/05/2019, às 11h59

Por Leo Vais (levsilva@vitoria.es.gov.br) | Com edição de Matheus Thebaldi


Leonardo Silveira

Exposição UJUZI no MUCANE - Museu Capixaba do Negro

Desde sua reabertura, em 2012, o Mucane fez uma série de exposições, em parceria com artistas e coletivos ou por meio de edital de ocupação (Ampliar imagem)

Espaço de resistência, memória e fomento da cultura negra, o Museu Capixaba do Negro “Verônica da Pas”, popularmente conhecido como Mucane, comemora nesta segunda-feira (13) 26 anos de existência. A data marca a assinatura do decreto que instituiu o museu.

Além disso, o mês de maio também traz outras duas datas importantes para o espaço: Semana Nacional dos Museus, que acontece de hoje (13) a 19 de maio, e o Dia de África, comemorado no dia 25.

Em função disso, o Mucane realiza, até o dia 30, uma série de ações, como formação, exposição de pesquisas que reverenciam a ancestralidade, oficinas e show musical.

"O Mucane comemora 26 anos confirmando-se, cada vez mais, como um espaço cultural, de produção, fomento e realização afrodescendente. Vai além disso, entretanto. É um espaço de resistência, de luta, de discussões, que abriga todos aqueles que buscam uma sociedade justa, igualitária. Democrática, enfim. Que viva para sempre!", disse o secretário municipal de Cultura, Francisco Grijó. 

"O Mucane é um espaço que traduz um referencial de conquistas, formulação e fomento de políticas públicas, além de assegurar a memória através das diversas linguagens artísticas", disse a coordenadora do espaço, Thaís Souto Amorim.

Programação

13 a 31/05
Intervenção externa

14 a 31/05 
Exposições internas (hall de entrada)
- O Desejo do Retorno: Vigília Cultural de 1995
- Exposição do Acervo do Museu: Todas as Faces de Maria

14/05, às 19h
Formação sobre o edital de ocupação do Museu, com Maicom Souza

17/05
Ateliê da Dança Negra Contemporânea
Ateliê Corpo Arquivo
9h – Capoeira através da Dança com Tiago Amorim
10h30 – Corpo Arquivo Dança Negra Contemporânea com Elídio Netto
13h – Danças Urbanas e sua forma contemporânea com Pablo Sheko
15h – O Corpo Negro Pluridimensional na Dança Contemporânea com Markús Konká

18/05
Ateliê da Dança negra Contemporânea
Ateliê Corpo Arquivo
13h – Dança Afro com Giovana Gonzaga
14h – Dança Contemporânea com Gil Mendes
15h – Samba no pé com Izabela Azevedo

18/05
das 15 às 18h
Ações Educativas (auditório)
- Apresentação da exposição de fotografias sobre vida e obra de Veronica da Pas - coordenada por Jaiara Dias, acadêmica do Curso de Ciências Sociais na Universidade Federal do Espírito Santo;
- Apresentação da construção arquitetura do Museu Capixaba do Negro - coordenada por Daniel Amazonas dos Santos Valadares, acadêmico do curso de Arquitetura na Universidade Federal do Espírito Santo;
- Apresentação do Acervo do Museu Capixaba do Negro coordenada por Karenn de Amorim e Souza, Jaiara Dias Soares, Daniel Amazonas Dos Santos e Nadine Luiza da Silva Vieira-equipe do educativo do Museu.

às 18h30
Performance Itinerante - Coreografia Corte de OYA

20/05, às 18h
Formação sobre o edital de ocupação do Museu, com Maicom Souza

22/05
Formação de Professores do Município da Serra

22/05 – 19 horas
Aula aberta com Dalívia Bulhões “O 13 de maio”

22/05 – 20h40
Performance Exercícios para se lembrar
Exercício II: Branqueamento ou ação repetida de cuidar, com Geovanni Lima

22/05 – 20h40
 Performance com Geovanni Lima

24/05 – 17h
Lançamento da marca “Neide Lima – África é Moda”

25/05 – 17h 
Prêmio São Benedito

27/05 – das 12 às 19h 
Plantão tira-dúvidas do edital de ocupação do Mucane, com Maicom Souza

29 e 30/05 – 18h
Formação da Comissão de Estudos Afro Brasileiros – CEAFRO

31/05 – 18h
IV Prêmio Doguetto

01/06 – 17h
Roda de Samba AWURÊ

Sobre o Mucane

Criado em 13 de maio de 1993, o Mucane é um espaço de convergência de serviços destinados à população negra e à comunidade em geral. No local, acontecem cursos e oficinas de formação artística, além de espaços para o debate e exposições voltadas para a história e identidade negra.

Desde sua reabertura, em 2012, o museu realizou uma série de exposições, em parceria com artistas e coletivos ou por meio de edital de ocupação de espaços, realizado pela Secretaria Municipal de Cultura (Semc). As mostras também desenvolvem trabalhos voltados para a arte-educação, que tem o objetivo de ampliar o debate proposto pelos temas apresentados na sala expositiva.

O Mucane também dispõe do espaço Joaquim Beato, que abriga acervo literário para atender a uma demanda diversificada de estudos das relações étnico-raciais no que se refere ao trabalho educativo sobre o antirracismo no Brasil. As publicações tratam de questões sociais e religiões de matriz africana até a literatura contemporânea.

Em 2018, o Mucane recebeu um público de aproximadamente 16 mil pessoas, entre cursos, oficinas, exposições, lançamentos de livros, CD´s e webséries, entre outras ações.

"O que compõe o Mucane é sua história viva, sendo contada diariamente através dos corpos que nele transitam. Um espaço para que todos debatam sobre a população negra não só da capital, mas de todo o País e em quais condições nossas produções artístico-intelectuais estão sendo difundidas. A manutenção desse espaço é forjada pela necessidade de um debate e ações fundamentadas e antirracistas", afirmou Thaís Souto Amorim, coordenadora do espaço.

*O Mucane funciona de terça a sexta-feira, das 12 às 19 horas, e em horários alternativos, de acordo com a programação. Outras informações pelo telefone (27) 3222-4560. 


Para dúvidas ou informações sobre os serviços da Prefeitura, ligue 156 ou use o serviço on-line.


Voltar para o topo

Prefeitura Municipal de Vitória
Avenida Marechal Mascarenhas de Moraes, 1.927
Bento Ferreira, Vitória, ES - CEP: 29.050-945
Telefone: (27) 3382-6000 (Atendimento ao público de 12h às 19h)
Voltar ao topo do site