Prefeitura Municipal de Vitória

Atalhos de teclado:

Notícias

Emoção no encerramento de mais uma turma da Escola Promotora de Direitos Humanos

Publicada em 11/07/2019, às 17h58

Por Edlamara Conti (econti@vitoria.es.gov.br) | Com edição de SEGES/SUB-COM


Divulgação Semcid

Escola Promotora de Direitos Humanos

Estudantes participaram do encerramento do projeto Escola Promotora dos Direitos Humanos (Ampliar imagem)

Divulgação Semcid

Escola Promotora de Direitos Humanos

"Queremos que esses meninos possam entender o contexto em que vivem, escrever suas próprias histórias e transformar a realidade", disse Bruno Toledo (Ampliar imagem)

Depois de 38 encontros, com oficinas, dinâmicas, teatro e muito diálogo, os 166 participantes do projeto Escola Promotora de Direitos Humanos demonstraram emoção e amadurecimento na solenidade de encerramento da turma, nesta quinta-feira (11), na Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Maria Stella de Novaes, no bairro Grande Vitória.

Eles fizeram selfies, gravaram depoimentos em vídeos, aplaudiram entusiasmados cada apresentação e mostraram que querem multiplicar os conhecimentos adquiridos e contribuir com a construção da cultura do respeito, da promoção e da garantia de direitos.

"Este é o nosso objetivo: discutir cidadania na escola, com crianças e adolescentes, afirmando o sujeito de direitos que eles são. Queremos que esses meninos possam entender o contexto em que vivem, escrever suas próprias histórias e transformar a realidade, lutando por direitos, afirmando a dignidade e os valores essenciais, como respeito, inclusão e garantia da diversidade e da pluralidade", disse o secretário municipal de Cidadania, Direitos Humanos e Trabalho, Bruno Toledo.

Programação

A manhã foi marcada por uma programação intensa. Na apresentação das fotos feitas durante as oficinas, a turma se divertiu. Também houve apresentação de teatro de um grupo profissional. Ao final, crianças e adolescentes fizeram selfies e vídeos com os artistas, especialmente com Sueli Bispo.

Teve lanche, descontração e apresentação dos trabalhos feitos pelos estudantes, com as temáticas do curso: Introdução aos Direitos Humanos; Diversidade Sexual e Prevenção à LGBTfobia; Atendimento à Mulher em Situação de Violência Doméstica; Relações Étnico-raciais; Laicidade na Educação Pública; Direitos do Consumidor; Direitos da Criança e do Adolescente; Gravidez na Adolescência e Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs).

Violações

"A Escola Promotora de Direitos Humanos qualifica o processo de ensino-aprendizagem e potencializa o protagonismo de crianças e adolescentes que convivem com violações de direitos diariamente para mudar essa realidade. Ao longo desses meses de oficinas, eles vivenciam e participam com muita alegria", disse a coordenadora da gerência de Ensino Fundamental, Carla Moraes.

Segundo Claudia Garcia Lauriano, diretora da Emef Maria Stella de Novaes, o projeto veio ao encontro de uma demanda dos professores da unidade, que solicitavam esse tipo de formação para eles mesmos e para envolver todos os alunos, devido a situações de violações de direitos no território.

"A riqueza do projeto está na oportunidade de dialogar sobre as mesmas questões com o corpo técnico. Dessa forma, no dia a dia da escola, os professores estavam alinhados com o projeto para responderem às questões levantadas pelos alunos, para direcionar o olhar sempre no sentido do respeito e da cultura de inclusão e de direitos humanos", contou.

Promessa

Para completar a festa, o secretário Bruno Toledo anunciou a realização do mesmo projeto para o turno vespertino, já a partir de agosto. A Escola Promotora de Direitos Humanos já passou por 10 unidades de ensino desde 2012. Desde então, 2.436 estudantes concluíram o projeto e 452 profissionais foram certificados.

Na Emef Maria Stella de Novaes, o projeto foi iniciado no dia 16 de abril e a última oficina foi realizada no dia 18 de junho. Os 166 estudantes foram divididos em seis turmas e participaram de 38 oficinas. Para os professores e profissionais da Educação, totalizando 30 pessoas, foram realizadas três oficinas.

Divulgação Semcid

Escola Promotora de Direitos Humanos

Evento aconteceu no auditório da Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Maria Stella de Novaes, no bairro Grande Vitória. (Ampliar imagem)

Divulgação Semcid

Escola Promotora de Direitos Humanos

Apresentação de teatro sobre Direitos Humanos também fez parte da programação (Ampliar imagem)


Para dúvidas ou informações sobre os serviços da Prefeitura, ligue 156 ou use o serviço on-line.


Voltar para o topo

Prefeitura Municipal de Vitória
Avenida Marechal Mascarenhas de Moraes, 1.927
Bento Ferreira, Vitória, ES - CEP: 29.050-945
Telefone: (27) 3382-6000 (Atendimento ao público de 12h às 19h)
Voltar ao topo do site